quarta-feira, 9 de abril de 2008

A historinha.

Quando fiquei gravida do Caio fui pega de surpresa, estava muuuito solteira, muuuuuito sem rumo e muuuuito sem dinheiro. Então a ideia de ter um bebê não foi muito festejada por mim, porque eu so via o lado pratico: como eu iria trabalhar e cuidar de um bebezinho? Mas no fim das contas tudo sempre vai se ajeitando, o que era um temporal passa a ser uma brisa.

Quando estava gravida de seis meses, tudo começou a ficar mais tranqüilo e fui comemorando cada dia de gravidez como podia. Não que antes disso eu não festejasse, so que era diferente, eu tava super preocupada com a parte pratica, dinheiro e dinheiro.

O Caio dentro da minha barriga era um exemplo de garoto, não me dava enjôos nem sono, depois que nasceu encheu minha vida de alegria. Lembro de falar pro pai dele uns diazinhos depois que o Caio nasceu, "que eu achava, ate aquele momento impossivel amar outra pessoa como eu o amava, mas ai veio o Caio e me mostrou que e possivel!". Lembro tambem de chorar de felicidade por algumas horas depois que o Caio nasceu e fiquei sem chorar ate ele ter 2 anos, sequei todo o meu reservatorio de lagrimas...

O Caio e um garoto muito na dele, tem opinião formada sobre quase tudo que conhece, e esta sempre aberto a conhecer algo novo. Tem paixão pela familia, num modo bem geral: tios, tias, primas, primos, avo, avôs e agregados. Não tem muita facilidade pra se enturmar, antes de fazer qualquer aproximação analisa muito, parece que esta pesando os pros e os contras(muito sabido esse meu menino), gosta de conversar, tem ideias mirabulantes que divide com a prima Julia, não gosta de futebol, mas torce pelo time do pai e do tio Arthur. Gosta de beijos, desde que não seja na frente dos amigos da escola.

O Caio foi a minha primeira invasão, foi a primeira certeza de que milagre existe, foi a primeira vez que senti um amor que doi mas não machuca, e o meu pe no chão, meu sorriso de bom dia e meu beijo de boa noite.

P.S.: O Pedro deu um jeito de tirar o acento agudo do pc.

Um comentário:

Cris de Bourbon disse...

Oi! Passando pra retribuir a visitinha lá no blog. És mãe de dois fofuchos, Caio e Pedro? Parabéns. Somos duas então...tenho duas coisas mais lindas da minha vida! Te espero mais vezes lá no blog. beijoooo